13 dezembro 2012

martin opitz / epitáfio de um cozinheiro




Como o mundo em geral anda sempre às avessas!
Aqui um cozinheiro seu descanso encontrou,
Que em vida muitos e bons pratos cozinhou.
Comem-no agora os vermes – cru e sem travessas!



martin opitz
o cardo e a rosa
tradução de joão barrento
assírio & alvim
2002


1 comentário:

Laudy disse...

Uau, Tal como é a passagem curta, ela é também forte. A não ser que eu seja muito dramática mesmo.

Gostei.
Cláudia Cassoma