14 junho 2016

fernando pessoa / quando as crianças brincam



Quando as crianças brincam
E eu as oiço brincar, 
Qualquer coisa em minha alma
Começa a se alegrar.

E toda aquela infância
Que não tive me vem, 
Numa onda de alegria 
Que não foi de ninguém.

Se quem fui é enigma, 
E quem serei visão, 
Quem sou ao menos sinta 
Isto no coração.


fernando pessoa
poesias
ática
1980



1 comentário:

Majo Dutra disse...

~~~
Bonita homenagem ao Poeta.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~