01 junho 2014

valerio magrelli / eu sou aquilo que falta



Eu sou aquilo que falta
ao mundo em que vivo,
aquele que entre todos
jamais encontrarei.
Rodando sobre mim mesmo agora coincido
com o que me foi tirado.
Eu sou o meu eclipse
a revelia, o desconsolo
o objecto geométrico
a que para sempre deverei renunciar.



valerio magrelli
a espinha do p
trad. rosa alice branco
poetas em mateus
quetzal
1993




1 comentário:

Janaina Fioravante Fernandes disse...

Bom Dia! Quando puder, visite meu blog. Lá eu posto minhas poesias, pode ser que você goste: http://aplausosparadownload.blogspot.com.br/