17 maio 2010

gil t. sousa / o tempo é uma armadilha






18/


o tempo é uma armadilha
na forma daqueles

que mais amamos.












gil t. sousa
falso lugar
2004







6 comentários:

CALPURNI disse...

Lindo poema.
O tempo é sempre subjetivo e se ele toma a forma de amor é perfeito.
De saúde.

Tradução Automática. Desculpas para os erros.

magnohlia disse...

Não consigo ler os teus poemas aqui. A zona onde estariam ficam em branco. Mas leio os outros

gs disse...

como não consegues ler?
tenta limpar o histórico do teu browser.

Luís Filipe Nunes disse...

Por acaso também não consigo ler. Mas só os teus: os restantes sim.

gs disse...

Estranho, não percebo qual é o problema. Eu leio o blogue em mais que um computador e leio à mesma.

magnohlia disse...

Pois...já limpei o histórico e continuo sem ler. Paciência.