18 maio 2010

alejandra pizarnik / para lá de qualquer zona proibida










para lá de qualquer zona proibida
há um espelho para a nossa triste transparência






alejandra pizarnik
antologia poética
trad. alberto augusto miranda
correio dos navios
2002





1 comentário:

magnohlia disse...

Sintético e suficiente