02 janeiro 2010

sophia de mello breyner andresen / um pálido inverno







Um pálido inverno escorria nos quartos
Brancos de silêncio como a névoa
Um frio azul brilhava no vidro das janelas
As coisas povoavam os meus dias
Secretas graves nomeadas






sophia de mello bryner andresen
dual
caminho
2004







2 comentários:

Maria Costa disse...

Como um novo dia...

poematar disse...

Óptima escolha. Página com um grafismo pelno de bom gosto. Desejo-te Saudáveies Renovações para 2010.