15 setembro 2011

e. e. cummings / estas crianças que cantam em pedra






estas crianças que cantam em pedra um
silêncio de pedra estas
pequenitos envoltos em flores
de pedra que se abrem para

sempre estes silenciosamente pe
quenitos são pétalas
a canção deles é uma flor de
sempre as suas flores

de pedra
cantam silenciosamente
um canto mais silencioso
que o silêncio estas sempre

crianças para sempre
que cantam em grinaldas de flores
cantantes crianças de
pedra com olhos

a florir
sabem se uma
pe quena
árvore escuta

para sempre crianças que cantam para sempre
um canto feito
de silêncio como pedra silêncio de
canto






e. e. cummings
leituras
poemas do inglês
trad. joão ferreira duarte
relógio d´água
1993



4 comentários:

João Ribeiro disse...

Ótimo poema, ótimo blog. Adorei, como faço pra que os meus poemas também visualisados neste blog?

MEU BLOG

http://lalumimg.blogspot.com/

benjamim machado disse...

peço desculpa por usar o seu espaço em meu proveito, mas gostaria de acrescentar a este poema e outros do e.e.cummings já por si postados, estes três outros musicados:

http://donnemoimachance.blogspot.com/2011/09/experiencia-4.html

http://donnemoimachance.blogspot.com/2011/09/experiencia-2.html

http://donnemoimachance.blogspot.com/2011/05/from-cummings-fur-alina.html

espero que goste,

um abraço

gs disse...

Benjamim,

Muito obrigado por se ter dado ao trabalho. Gostei.

Aproveito para lhe dizer que acho o seu blogue muito interessante.

Um abraço.

benjamim machado disse...

também eu agradeço e muito gosto tenho eu de descobrir alguns poetas e ler poemas que desconhecia.

um abraço