30 junho 2010

umberto saba / trabalho








Outrora
a minha vida era fácil. A terra
dava-me flores frutos abundantes


Hoje arroteio um terreno seco e duro.
A enxada
bate em pedras, em tojos. Tenho de cavar
fundo, como quem busca um tesouro.







umberto saba
dez poetas italianos contemporâneos em selecção
trad. albano martins
dom quixote
1992








1 comentário:

CALPURNI disse...

Una descripció poètica de la crisi econòmica actual.
Salut i Poesia!
----
Uma descrição poética da actual crise económica.
Saúde e Poesia!