14 junho 2010

fiama hasse pais brandão / idade








Conheci dias duradouros,
o sol tão longo entre manhã e tarde.
Um levantar súbito de luz
por trás da crista das heras no muro velho,
e depois descer no verão entre grades verdes
e para além do portão como a cair no Hades,
no inverno. Não havia tempo
nos dias longos, mas a passagem diária
do sol abençoado.







fiama hasse pais brandão
três rostos
poemas revistos 1985-1987
assírio & alvim
1989









2 comentários:

rouxinol de Bernardim disse...

A clase e a naturalidade da natureza feita poesia...

Anónimo disse...

LINDO BLOG! GRANDES POEMAS! QUANDO QUISER DÊ UMA PASSADA NO MEU SITE:http://reinodalira.wordpress.com UM FORTE ABRAÇO!