06 outubro 2007

da indiferença de Deus





“Durante anos esforçamo-nos por aceitar a ideia de que as outras pessoas não se importam absolutamente nada connosco; depois, certo dia, com um pavor crescente, descobrimos que é o próprio Deus que se não interessa por nós: e, o que é pior, descobrimos que lhe é totalmente indiferente que sejamos uma coisa ou outra: bons ou maus.”












lawrence durrell

justine

(o quarteto de alexandria)

trad. daniel gonçalves

ulisseia

1992








2 comentários:

magnohlia disse...

às vezes também imagino isso, mas na verdade Deus importa-se comigo, acho que o posso dizer...:)

Fernanda Passos disse...

Sinceramente, eu não me importo com ele.
Boa reflexão para os que são crentes da existência Dele.
Abraços.