31 agosto 2005

quatro estações #crónicas de verão

Image hosted by Photobucket.com
tree shadow


vaga de fundo



Preguiçoso e réptil,
náufrago no anoitecer deste Agosto interminável
sem sequer uma brisa de mar para me levar à nostalgia.
As paredes começam a apodrecer.
Sinto ao longe
o estrépito inclemente da festa. Gargalhadas e gritos,
alguém canta. Também rio. Porque não?
Pouco importa
o gesto. Pouco importa
este deserto glutão e terno
que me come até toda a tristeza.






Marc Granell
"Quinze poetas catalães"
Trad. Egito Gonçalves
Ed. Limiar, Porto, 1994.

2 comentários:

Ricardo disse...

Muito boa a poesia...
um grande abraço.

Anónimo disse...

www.leony.blogspot.com