18 março 2005

quatro estações #crónicas de inverno

Image hosted by Photobucket.com
trinity park, queen street west


a ave



a ave quadrangular que me povoa os dias sem chuva
me arrasta pelos desertos sem principezinho
nem raposa vermelha
me devora o pescoço em haustos de carnívoro
e o fígado fere na sua fome
insaciável


a ave que ainda não derrotei nos meus pesadelos
de habitante único desta imensa ilha
chamada solidão


esta ave é o meu único companheiro
de longas penas azuis do céu
de garras de prata olhos de negro diamante


com ela subsisto morrendo
sem ela não existo





m. f. s.