07 novembro 2007

instante




o céu
é a parte mais venenosa do olhar

é um vício inútil
como uma ideia

e leva-me os dias
numa suave cegueira
para os largar
em lugares impossíveis

mais raros
do que o próprio azul
com que me esmaga
de encontro
a
este instante





gil t. sousa
poemas
2001



3 comentários:

Letras de Babel disse...

é.


belo e longe demais para ser verdade.


[mas guarda o instante. poderá ser bálsamo...]

Bruxinhachellot disse...

Inalcansável. Só imaginando.

Beijos de Sol e de Lua.

Susana A. disse...

lindíssimo